sexta-feira, 26 de novembro de 2010

A Água e o Corpo Humano

Os primeiros seres vivos da Terra surgiram na água há cerca de 3,5 bilhões de anos. Sem ela, acreditam os cientistas, não existiria vida. A água forma a maior parte do volume de uma célula. No ser humano, ela representa cerca de 70% de seu peso. Uma pessoa de 65 kg, por exemplo, tem 45 kg de água em seu corpo. Daí sua importância no funcionamento dos organismos vivos. O transporte dos sais minerais e de outras substâncias, para dentro ou para fora da célula, é feito por soluções aquosas. Mesmo a regulagem da temperatura do corpo depende da água - é pelo suor que "expulsamos" parte do calor interno.

Dia Mundial da Água

A Organização das Nações Unidas instituiu, em 1992, o Dia Mundial da Água - 22 de março. O objetivo da data é refletir, discutir e buscar soluções para a poluição, desperdício e escassez de água no mundo todo. Mas há muitos outros desafios: saber usá-la de forma racional, conhecer os cuidados que devem ser tomados para garantir o consumo de uma água com qualidade e buscar condições para filtrá-la adequadamente, de modo a tirar dela o máximo proveito possível.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Água, hora de usar melhor!

O Brasil tem 12% da água doce do mundo, mas não consegue abastecer boa
parte da população e quase não trata esgotos. O país gastou cinco anos de água em reservatório para chegar atabalhoadamente à conclusão de que é preciso, antes de mais nada, economizar energia - uma forma de, em país hidrelétrico, economizar
água.

É bom aprender a poupar tanto uma coisa quando outra, porque falta água no
Brasil. E a lição que se aprende mais rápido passa pelo bolso. Depois da era de
energia supostamente barata, chegará a hora de perder a ilusão da água, que ainda é de graça em muitos casos, mas falta.

Falta água no Nordeste, onde metade dos 1.789 municípios embarca na
primeira seca do século XXI, mas também na Grande São Paulo, onde 12.7 milhões de pessoas vão enfrentar racionamento neste ano, porque os reservatórios estão com 45% da capacidade, e o período de estiagem está apenas começando.

Num país que, com 5,7% das terras emersas do planeta, usa mal 12% da água
potável do mundo, cerca de 8 milhões de domicílios não tem acesso à água, seja
tratada e canalizada ou recolhida diretamente em poços ou nascentes. Mais de 3,5 milhões de domicílios são desprovidos de qualquer tipo de tratamento de esgoto.

É o que está por trás de estatísticas duras: 34 crianças, entre 1.000 nascidas
vivas, morrem antes de fazer 1 ano de vida, numa média nacional que compreende
desde as 6,5 do Jardim Paulista, na capital do estado, até as 118,8 de Lagoa da Cano, em Alagoas.

Não é consolo, mas o Brasil não está sozinho. Calcula-se que entre 10 mil e 20
mil crianças morram todo dia, no mundo, por causa de doenças ligadas à água. Mais de um bilhão de seres humanos não têm acesso à água potável de boa qualidade, e 2,5 bilhões vivem sem serviço adequado de esgoto. As perdas no sistema de abastecimento da Cidade do México equivalem a todo o consumo de água de Roma.


"Só percebemos o valor da água depois que a fonte seca."

Dicas de uso da água na sua cidade.


  • Proteja os fundos de vale e topos de morro. Estes locais são Áreas de Proteção Permanente (APPs) e têm papel essencial na produção de água.
  • Se informe sobre a origem e o destino de tudo que você consome. Consumir produtos feitos com métodos ecológicos ajuda a diminuir os desperdícios na cadeia produtiva e os impactos no meio ambiente.
  • Habitue-se a consumir alimentos orgânicos. O método de produção é bem menos danoso ao meio ambiente por não utilizar insumos químicos e hormônios de crescimento.
  • Procure consumir menos carne e mais vegetais. A quantidade de água necessária para produzir um quilo de carne é dez vezes maior do que para produzir a mesma quantidade de grãos.
  • Evite consumir sacolinhas plásticas. Elas correspondem a 7% dos resíduos produzidos pelas pessoas. Além disso, sua decomposição demora mais de 100 anos. Procure reutilizar as sacolinhas que tem em casa, usar caixas de papelão ou as sacolas de pano na próxima compra.
  • Se você detectar um vazamento de água na rua ou calçada, ligue 195 e denuncie. Informe o nome da rua e o número onde está localizado o vazamento. A ligação é gratuita.
  • Se identificar alguma irregularidade na coleta de lixo, na limpeza pública ou na manutenção das árvores de sua rua ou bairro, ligue para a Prefeitura no 156 e informe o problema.

Descobertos sinais de fontes de água quente no passado de Marte.

Depósitos minerais de mais de 3 bilhões de anos encontrados em um vulcão de Marte podem preservar sinais de um ambiente habitável no planeta vermelho.

Projeção do cone vulcânico de NIli patera, com depósitos brancos de sílica hidratada

Observações do satélite Mars Reconnaissance Orbiter (MRO) permitiram que pesquisadores identificassem o mineral como sílica hidratada, e determinassem seu contexto. A composição dos depósitos e sua localização, nos flancos de um cone vulcânico, são a melhor evidência já descoberta em Marte de um ambiente hidrotermal - uma fumarola, ou nascente de água quente - diz nota emitida pelo Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da Nasa.

Ambientes semelhantes podem ter fornecido hábitats para as primeiras formas de vida na Terra.

"O calor e a água necessários para criar esse depósito provavelmente fizeram dessa uma zona habitável", disse J.R. Skok, da Universidade Brown, principal autor do artigo com essas descobertas, publicado na revista Nature Geoscience. "Se houve vida ali, este seria um tipo promissor de depósito para sepultá-la - um necrotério de micróbios".

Nenhum estudo ainda foi capaz de determinar se Marte já teve vida no passado.Os novos resultados se unem à massa de evidência de que, em algumas épocas e lugares, o planeta pode ter tido ambientes capazes de sustentar micro-organismos.

O pequeno cone vulcânico se ergue cerca de 100 metros acima do fundo de uma depressão chamada Nili Patera. A patera, que é o fundo de uma caldeira vulcânica, ocupa cerca de 50 km da região vulcânica de Syrtis Major, na zona equatorial de Marte. Antes que o cone se formasse, fluxos de lava cobriam as planícies próximas. O desmoronamento de uma câmara de magma subterrânea da onde a lava emanava criou a depressão.

By: Isabele Lima

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Como reaproveitar a água da chuva em residências?

É preciso construir um sistema para captação, filtragem e armazenamento da água. A captação é feita com a instalação de um conjunto de calhas no telhado, que direcionam a água para um tanque subterrâneo ou cisterna, onde ela será armazenada.

Junto a esse reservatório, é necessário instalar um filtro para retirada de impurezas, como folhas e outros detritos, e uma bomba, para levar o líquido a uma caixa d'água elevada separada da caixa de água potável. Embora não seja própria para beber, tomar banho ou cozinhar, a água de chuva tem múltiplos usos numa residência.

Entre eles, a rega de canteiros e jardins, limpeza de pisos, calçadas e playground e lavagem de carros (gastos que representam cerca de 50% do consumo de água nas cidades), além de descarga de banheiros e lavagem de roupas. Para isso, no entanto, é preciso alterar as tubulações já existentes e construir um sistema paralelo ao da água potável.

Algumas empresas, como a catarinense BellaCalha (www.acquasave.com.br), oferecem sistemas completos de aproveitamento de água de chuva. Eles podem ser instalados em casas e prédios já construídos ou ainda em obras. Nos edifícios prontos, o reaproveitamento será para as áreas comuns, já que o custo de criar uma rede paralela de água em cada apartamento torna a empreitada inviável.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Água - Fonte de vida. ^^/ .

Ei negada, olha só esse vídeo, foi criado pelo aluno Renato Medeiros - 8º ano B - do patronato. Ele é muit interessante, pois retrata sobre os cuidados e prevensões da água...Qualquer coisa comenta aê... ^^/ ... video

domingo, 6 de junho de 2010

CHUVEIRO ELÉTRICO É MAIS ECONÔMICO QUE AQUECEDORES

Tomar banho com chuveiro elétrico é mais econômico do que em aparelhos dotados de aquecedores solares e a gás, revela pesquisa da Escola Politécnica (Poli) da USP. O estudo do Centro Internacional de Referência em Reuso de Água (Cirra) também aponta que o chuveiro elétrico apresenta consumo médio anual de água menor que os demais sistemas de aquecimento.
.
O chuveiro elétrico está presente no aparelho tradicional e no chuveiro híbrido solar, que é um aquecedor solar com um chuveiro elétrico na ponta. A pesquisa concluiu que um banho de oito minutos custa, em média, R$ 0,27 (entre consumo de água e energia elétrica) no chuveiro híbrido solar e R$ 0,30 no chuveiro elétrico. O mesmo banho sai por R$ 0,46 (53,3% a mais do que o chuveiro elétrico) com aquecedores solares tradicionais, R$ 0,59 (96,6% mais caro) com os aquecedores a gás e R$ 1,08 (246,6% a mais) com o boiler elétrico.

O chuveiro elétrico está presente em mais de 73% das residências brasileiras, segundo dados do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), entidade do Governo Federal. Segundo o professor Ivanildo Hespanhol, da Poli, que coordena a pesquisa, os resultados resgatam o valor do chuveiro elétrico, uma invenção brasileira com mais de 80 anos de vida, considerada a forma mais barata e acessível para população brasileira tomar banho quente, resguardando o direito do povo à saúde, dignidade e higiene.

QUANTOS BANHOS VOCÊ TOMA POR DIA?


A pesquisa feita neste blog perguntou quantos banhos você toma por dia. O resultado da pesquisa foi a seguinte:
• 5 banhos - 18%
• 4 banhos - 37 %
• 3 banhos - 18%
• 2 banhos - 18%
• 1 banho - 6%

Achamos o número quatro bom para usar nessa ocasião, contanto que se saiba aproveitar bem a água. Os conceitos básicos não são jogados fora: Desligar o chuveiro nas vezes que for se ensaboar; Passar shampoo e sabonete ao mesmo tempo para os mesmos sairem em apenas uma enxurrada. Devemos economizar em todas as ocasiões, siga essa dica.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

EXTINÇÃO DA ORCA


A orca é um predador versátil. Come peixes, moluscos, aves, tartarugas, ainda que, caçando em grupo, consigam capturar presas de tamanho maior, incluindo morsas e baleias. O nome baleia assassina provém da tradução direta do inglês "killer whale" e, mesmo sendo incorreto, tornou-se popular, especialmente entre os leigos. É um predador carnívoro, sendo considerada como um Animal de Topo na cadeia alimentar. Pode chegar a pesar nove toneladas. É o segundo mamífero de maior área de distribuição geográfica (logo a seguir ao homem), podendo encontrar-se em qualquer um dos oceanos.

Extinção

O estado de conservação desta espécie é quase ameaçada, pensando-se existirem cerca de 100.000 animais espalhados por todos os mares do mundo. O número de orcas sofreu uma redução alarmante nos últimos anos, pelo que comunidade cientifica está atenta e preocupada e a tentar combater as causas deste decréscimo acentuado, que são a caça, o desaparecimento de alimento em quantidade e a poluição.